Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2019 Arsal explica alterações na linha Cruzeiro do Sul/Maceió
15/01/2019 - 17h44m

Arsal explica alterações na linha Cruzeiro do Sul/Maceió

Arsal explica alterações na linha Cruzeiro do Sul/Maceió

Encontro aconteceu na sede da Arsal, em Maceió

Na manhã desta terça-feira, 15, o presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal), Lailson Gomes, se reuniu com o vice-prefeito de Satuba, Marcelo Malta e representantes da Associação de Transportadores Complementares da linha Cruzeiro do Sul e da Associação dos Recantos, - conjunto formado por treze condomínios residenciais localizado no município -.

 

A pauta do encontro foi uma reivindicação da população junto ao município de Satuba que vem sofrendo desde 2014, com o aumento no número de habitantes, ocasionado após a entrega dos residenciais.

 

Para suprir a necessidade da população, por um sistema de transporte público seguro e de qualidade, a Arsal incluiu na linha Cruzeiro do Sul/Maceió três novos veículos por meio de autorizações provisórias, que na semana passada foram anuladas por decisão do juízo da 16ª Vara Cível da Capital. Com a decisão, os moradores da região metropolitana de Maceió vêm sofrendo com excesso de passageiro, principalmente nas horas de maior circulação.

 

Conforme o presidente da Arsal, algumas pessoas têm se aproveitado da situação para plantar notícias falsas, como a de que a agência proibiu a entrada dos veículos intermunicipais nos conjuntos residenciais.

 

“Como presidente do órgão, seria irresponsabilidade dessa gestão não permitir que os veículos complementares continuassem entrando nos conjuntos residenciais, ainda mais sabendo que a população ficaria desassistida por uma mudança no itinerário dos veículos”, afirmou Lailson Gomes.

 

Após a reunião que durou cerca de duas horas, a Agência emitiu e encaminhou para os transportadores da linha Cruzeiro do Sul/Maceió, uma nova ordem de serviço autorizando temporariamente a execução de oitenta viagens por dia. Tal medida passa a valer a partir desta terça-feira, 15, enquanto vigorar a decisão judicial.

 

“Infelizmente quem sofre é a população. A Coordenadoria Jurídica da Arsal já recorreu da decisão e trabalho para resolução o mais breve possível”, concluiu o presidente.

 

Ascom

Ações do documento
Logomarca
Configuracoes do Tema Fabrica

fale_conosco

chat online

consulta_de_processos.jpg

Portal da Trnasparência

banner-newsletter-arsal.png

requerimentos-transporte.jpg

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

null

169bannerdados.png