Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2020 Agosto Arsal e forças de segurança do Estado e Federal fecham o cerco contra o transporte clandestino
20/08/2020 - 14h46m

Arsal e forças de segurança do Estado e Federal fecham o cerco contra o transporte clandestino

Arsal e forças de segurança do Estado e Federal fecham o cerco contra o transporte clandestino

Addison Couto


Uma megaoperação envolvendo órgãos públicos estaduais e federais, foi desencadeada no início desta semana, fechando o cerco contra o transporte irregular de passageiros e de cargas nas esferas intermunicipal e interestadual. Em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal), percorre todas as regiões do Estado para combater ao transporte irregular em todo território Alagoano. A ação é realizada em conjunto com Polícia Rodoviária Federal (PRF) o Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv) e o Canil da Polícia Militar; Alagoas foi o primeiro Estado do Nordeste a receber a “Operação Pascal” que acontece em nível nacional.


Nos primeiros instantes da operação iniciada ontem, um homem foi preso tentando fugir da abordagem dos agentes, na BR-104, próximo à Rio Largo.


Como de costume da fiscalização, ao ser consultado o nome do condutor do veículo, foi constatado que o mesmo responde pelos crimes de furto e direção perigosa no Estado de Pernambuco. O condutor foi encaminhado para a sede da Polícia Federal, em Maceió.

 

operação1

“Unir forças com entidades assim fortalecem estas ações. Trabalhos como estes são importantes para fazer cumprir as regras por parte de quem insiste em cometer este tipo de delito, que é realizar o transporte de passageiros em desacordo com a lei. Estamos fazendo nosso papel enquanto Agência Reguladora que somos”, contou Ronaldo Medeiros, diretor-presidente da Arsal.  


Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 20, os agentes envolvidos na ação contabilizaram nos primeiros três dias, 175 abordagens, sendo 40 apreensões por serem flagrados transportando pessoas sem a devida autorização dos órgãos reguladores.


Sandra do Nascimento é usuária, para ela operações assim são extremamente essenciais ainda mais nesse momento de pandemia onde muitas pessoas estão pegando o primeiro carro que passa no ponto. “Eu mesma não pego, prefiro aguardar o tempo necessário para pegar um carro autorizado”, falou a usuária.

 

operação2
 
Ronaldo, presidente da Arsal, alerta para os riscos de utilizar veículos clandestinos. “Sempre que temos a oportunidade, pedimos para que você usuário, não utilize o transporte irregular, eles não são vistoriados, muito não tem carteira de habilitação, não tem cursos de direção defensiva, primeiros socorros, os pneus muitas vezes são carecas, os veículos autorizados pelo Estado por meio da Arsal são os únicos que você pode confiar; e o mais importante de tudo isso, você não sabe se sua viagem terá o destino que você espera”, orientou Medeiros.


Se você viu alguma irregularidade, e quer denunciar, basta ligar para a Ouvidoria da Arsal por meio dos números: 0800 284-0429 ou enviar mensagem para o WhatsApp (82) 98833-9430, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Ações do documento

outubro rosa

Logomarca
Configuracoes do Tema Fabrica
null
0800

RET

 

cursos

Portal da Trnasparência

banner-newsletter-arsal.png

requerimentos-transporte.jpg

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

169bannerdados.png