Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Serviços Gás Natural Canalizado Principais Dúvidas

Principais Dúvidas

1.           O Gás Natural é igual ao Gás de Cozinha (GLP)? Não, suas características são bastante diferentes, o gás de botijão é composto de propano e butano e é altamente tóxico e inflamável. O Gás Natural é mais leve que o ar e não é tóxico.

2.           O Gás Natural tem Cheiro? Em seu estado natural o gás natural não tem cheiro. As companhias de distribuição de gás adicionam um odorante químico, a base de “mercaptana”, ao gás natural para que quaisquer tipos de vazamentos sejam facilmente identificados.

3.           O interessado em consumir Gás Natural o que deve fazer? Entrar em contato com aALGÁS, por meio do telefone 117, para saber se sua residência ou estabelecimento está nas imediações da rede de distribuição da Concessionária.

 

4.           Todas as empresas de gás do estado de Alagoas são fiscalizadas e reguladas pela ARSAL? A ARSAL regula e fiscaliza os serviços de distribuição de gás natural canalizado prestado pela ALGÁS.

 

Os serviços de fornecimento de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) ou Gás de Botijão são regulados e fiscalizados pela ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

 

5.           Quando procurar aARSAL ?

 

•                    Quando o usuário registrar uma reclamação no serviço de atendimento da Concessionária e não foi atendido;

 

•                     Quando o usuário obtiver uma resposta não satisfatória da Concessionária;

 

•      Nos casos em que a Concessionária não solucionar o problema registrado;

 

•                    Nos casos em que o usuário do serviço público de gás canalizado necessite de orientação quanto à legislação, serviços e procedimentos.

 

6.           Em caso de emergência o que deve se fazer?  Em uma emergência deve-se ligar, imediatamente, para o número 117 - atendimento 24 horas da ALGÁS.

 

7.           Que regiões são atendidas com Gás Natural em Alagoas?  Na capital, o gás natural atende a maioria dos bairros. No interior, os municípios de Pilar, Atalaia, Rio Largo, São Sebastião, Arapiraca e Palmeira dos Índios, somente como gás natural veicular – GNV.

 
 

A relação da rede de postos de GNV em Alagoas pode ser consultada no link a seguirClique aqui e baixe a relação com os postos.

1.           Quanto custa o Gás Natural? O Gás Natural não possui preço e sim tarifa, que é calculada em m³. É cobrado com base em uma tarifa em cascata: quanto maior o consumo de gás, menor o valor a se pagar por m³.

 

2.            Como será cobrado o meu consumo de gás? O consumo de gás é auferido através de equipamentos registradores (medidores) que calculam o volume em metros cúbicos para todos os usuários sejam eles residenciais, comerciais ou industriais.

 

3.           O que fazer quando se identifica um aumento injustificado do consumo em uma fatura?Entrar em contato com a Concessionária e solicitar uma verificação de leitura e consumo.

 

4.           Observei que na minha fatura que há uma mensagem de “consumo estimado”. Do que se trata? Ocorrendo impedimento ao acesso para leitura do medidor, a Concessionária adotará como valores de consumo de Gás para faturamento, a média dos valores medidos e faturados em período abrangido pelos 3 (três) faturamentos anteriores.

 

5.           Em caso de dúvidas sobre o funcionamento do medidor, posso solicitar aferição do equipamento?Sim, o usuário tem o direito de solicitar a inspeção do medidor, e a ALGÁS é obrigada a realizar a inspeção num prazo máximo de 3 (três) dias úteis e substituir o equipamento sempre a que a margem de erro for superior às admitidas pela legislação metrológica.

 

6.           Sou obrigado a pagar dívidas de terceiros? Não, a Concessionária não poderá condicionar a ligação ou a religação de unidade consumidora ao pagamento de débito pendente em nome de terceiros, ainda que referente ao mesmo imóvel.

 

7.           Gostaria de mudar a data de vencimento da fatura, o que fazer? Entrar em contato com a ALGÁS por meio do telefone 117. A Concessionária deve oferecer, no mínimo, 6 (seis) datas de vencimento para escolha do usuário.

 

8.           Para a interrupção do fornecimento de gás canalizado por inadimplência, quais são as responsabilidades da Concessionária? Após a verificação de 15 dias de atraso no pagamento de faturas emitidas, a Concessionária notificará o usuário sobre a existência de faturas vencidas e não pagas, alertando-o que a manutenção de tal situação implicará no corte do fornecimento após 30 dias de atraso.

 

Sendo que a interrupção não pode ocorrer às sextas-feiras, sábados, domingos, feriados ou em vésperas de feriados.

 

9.           Quitei a dívida com a Concessionária. Qual o prazo para religação do fornecimento de gás canalizado? Cessado o motivo da suspensão do fornecimento de gás a Concessionária restabelecerá o fornecimento, no prazo, contado da data do pedido de religação, de até 1 (um) dia útilpara religação normal, e 4 (quatro) horas para religação de urgência.

 

O Usuário ficará sujeito às taxas de religação, contudo estas somente serão cobradas em Fatura de Gás emitida após a execução do serviço.

 

Por fim, constatada a improcedência do corte os suspensão do fornecimento, a Concessionária ficará obrigada a efetuar a religação no prazo máximo de até 4 (quatro) horas, sem ônus para o usuário.

Ações do documento
Logomarca
Configuracoes do Tema Fabrica

fale_conosco

chat online

cursos

Portal da Trnasparência

banner-newsletter-arsal.png

requerimentos-transporte.jpg

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

null

169bannerdados.png